Tine Turner será incluída no Hall da Fama do Rock & Roll

Tine Turner será incluída no Hall da Fama do Rock & Roll

“Estou absolutamente emocionada em ser incluída no Hall da Fama do Rock & Roll entre tantos artistas incríveis! Muito obrigado por todo amor e apoio contínuos ao longo dos anos! Com amor, Tina”

O Hall da Fama do Rock & Roll anunciou que Tina Turner será incluída na turma de homenageados de 2021. A Cerimônia de Posse será no dia 30 de outubro de 2021, na Rockert Mortgage Fieldhouse em Cleveland, Ohio, Estados Unidos, com transmissão simultânea na rádio do Hall da Fama do Rock & Roll, SiriusXM, canal 310. A Cerimônia de Posse irá ao ar posteriormente na HBO e via streaming pela HBO Max.

Tina será incluída na categoria artista ao lado de Carole King, The Go-Go’s, JAY-Z, Foo Fighters, e Todd Rundgren; com Clarence Avant (Prêmio Ahmet Ertegun), LL Cool J, Billy Preston, Randy Rhoads (Prêmio Musical Excellence) e Kraftwerk, Charley Patton, e Gil Scott-Heron (Prêmio Early Influence)

Ambas Turner e Carole King se juntam a Stevie Nicks como as únicas mulheres a serem indicadas diversas vezes, com Turner anteriormente indicada como parte de Ike & Tina Turner em 1991.

Tina Turner é reverenciada em todo o mundo, inspirando milhões por meio da própria história pessoal, canto, dança e muito mais. O legado musical dela é uma coleção de algumas das músicas mais conhecidas de todos os tempos, basta dizer a frase “You’re simply the best” e você terá dificuldade em achar alguém que não saiba a próxima linha! Ela é uma das artistas que mais vendem de todos os tempos (+200 milhões de discos), com múltiplos número #1, discos de platina em todo o mundo, 12 Grammys, um Grammy de Contribuição em Vida, uma estrela nas Calçadas da Fama de Hollywood e de St. Louis e muito mais.

Tina ganhou destaque pela primeira vez em 1958 aos 19 anos como dupla de Ike Turner,  levando a Ike & Tina Turner Revue. Eles produziram uma série de sucessos notáveis como ‘A Fool In Love’ (1960), ‘It’s Gonna Work Out Fine’ (1961), ‘River Deep – Mountain High’ (1966), ‘Proud Mary’ (1971), e ‘Nutbush City Limits’ (1973). Em 1976, após anos de abuso físico, emocional e sexual de Ike, Tina pediu o divórcio e buscou a carreira solo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *